START MAQUINAS E EQUIPAMENTOS
 
 
   
 
(17) 2122-5160
 

Newsletter


Pequenas interrupções de energia crescem e podem causar problemas

Postada em

energia09.jpg

 

Chamados 'apaguinhos' são normais e acontecem no mundo inteiro.
Segundo ministro, interrupções não representam risco para o sistema.

Está faltando luz com mais frequência na casa dos brasileiros. Só este ano, já foram quase 60 apaguinhos. O governo descarta o risco de racionamento agora no verão, mas esses cortes de energia não parece um bom sinal.

Segundo especialistas, a ocorrência dos chamados apaguinhos é normal no mundo todo. O problema é a frequência. As pequenas interrupções de energia já aumentaram 18% este ano, em relação ao ano passado.

Em Brasília, elas são frequentes. Interrupções no fornecimento de energia deixam bairros inteiros sem luz. E, mesmo quando são curtos, duram 10, 20 minutos, prejudicam quem está no trabalho, na escola, e podem estragar equipamentos elétricos.

No dia 3 de setembro, boa parte dos prédios públicos da Esplanada dos Ministérios ficou no escuro. Funcionários do Congresso tiveram que ser dispensados.

Em Manaus, os apaguinhos também são comuns. Segundo a empresa Amazonas Energia, os bairros das zonas Leste e Norte, na periferia da capital, são os mais prejudicados.

Nos nove primeiros meses do ano houve 58 interrupções no fornecimento de energia em todo o país, 18% a mais que no mesmo período de 2013, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico. Todos os apaguinhos duraram mais de dez minutos e suspenderam uma carga elétrica suficiente para abastecer uma cidade com 400 mil habitantes.

Segundo o ministro de Minas e Energia, essas interrupções não representam risco para o sistema elétrico brasileiro. “Essas coisas existem no mundo inteiro, ora mais, ora menos, dependendo do regime hidrológico e tudo mais. Nada que comprometa o fornecimento seguro de energia elétrica aos 201 milhões de brasileiros”, afirmou Edison Lobão.

Especialistas dizem que essas interrupções podem ter várias causas: raios que caem e derrubam linhas ou mesmo o desligamento de turbinas nas usinas hidrelétricas. No período de estiagem, com reservatórios muito vazios, algumas turbinas podem ser danificadas pelo excesso de pressão, por isso muitas são desligadas, o que reduz a capacidade de resposta rápida quando há uma variação de carga brusca. Isso pode provocar mais apaguinhos.

“Apaguinhos, claro que são normais, acontece em qualquer lugar do mundo. Raios, por exemplo, desligam linhas, o problema é que essas condições que estamos agora, com baixa queda nos reservatórios, pode gerar uma situação muito mais complicada. Na realidade, desligando turbina, nós vamos ficar menos aptos a responder a variações bruscas de carga”, afirma o diretor do Instituto Ilumina Roberto Pereira d'Araujo.

O ministro de Minas e Energia Edison Lobão voltou a dizer que o Brasil não passará por um racionamento de energia porque o país tem hoje mais energia do que o mínimo necessário para o funcionamento adequado do sistema.


 
   
 
START MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS
Rod. Antonio Visoto, 1397
Mirassol, São Paulo
Central de Vendas: 17 2122-5160